A falta de um planejamento sucessório adequado ou problemas na gestão da propriedade são os principais, mas não os únicos motivos que levam à venda de uma fazenda. A decisão de vender um imóvel rural também pode estar relacionada a captação de recursos para um investimento ou a necessidade de aposentadoria por parte do proprietário. Confira 9 motivos que levam a venda de uma fazenda.

1. Proprietário não consegue mais administrar o imóvel rural

Há casos, em que o dono da propriedade rural, por motivos de saúde ou outros, não tem mais condições de cuidar do imóvel da maneira adequada e não tem herdeiros interessados ou capacitados para assumir a administração do local. Como a grande diferença entre lucro e prejuízo em uma fazenda é a gestão desta, muitas vezes a melhor opção é vendê-la para evitar perdas maiores.

OBSERVAÇÃO: uma necessidade de recursos, por parte da família, maior do que os lucros que a propriedade gera; falta de planejamento sucessório; e conflitos familiares também são motivos que levam à venda de uma fazenda, pois podem levar as famílias a uma situação insustentável, forçando a venda do imóvel.

2. Produtor precisa de recursos para investir em outro negócio

Se surgir uma nova oportunidade de negócio, seja a ampliação da produção ou a compra da parte de um sócio, o proprietário pode se desfazer de parte de sua fazenda para conseguir o capital necessário à negociação.

3. Investidor deseja ampliar o capital de giro/liquidez

A atividade agropecuária necessita de caixa para que o negócio seja bom. A empresa rural, quando está com o caixa muito justo, normalmente acaba comprando mal, vendendo mal e pagando muitos juros. Nestas situações, a venda de uma área rural é uma forma interessante de levantar esse capital, que é capaz de recolocar a atividade num ciclo virtuoso.

Também existem casos em que a venda de parte do patrimônio permite salvar o restante e, até mesmo, a compra de novas áreas. Neste sentido, é preciso avaliar bem o cenário para não demorar demais ao tomar a decisão, pois a venda de um imóvel não acontece de um dia para o outro.

4. Fazendeiro precisa pagar dívidas

Se existirem dívidas do negócio, tributárias ou pessoais, a venda de um imóvel rural é opção para cobrir o valor necessário, especialmente quando o imóvel está como garantia das dívidas. Mas atenção: o fato de demorar demais para agir, pode levar a uma venda forçada do ativo, com custos maiores e valores de venda muito menores, ou ainda bloqueio do bem para negociações.

5. Familiar recebeu o imóvel de herança e não sabe o que fazer com este

Por vezes, ocorre de os herdeiros não terem conhecimento sobre os assuntos que envolvem o agronegócio e, por isso, não terem interesse ou condições de seguir no ramo, vendendo, assim, o patrimônio herdado. Há um ditado que diz “compra de quem herdou, pois não sabe o quanto custou”.

Falta de conhecimento sobre as formas de exploração dos imóveis rurais, como por exemplo arrendamento e parceria, bem como falta de um planejamento sucessório, também são motivadores para a venda, além dos altos custos envolvidos em uma transferência de patrimônio entre gerações.

6. Produtor quer comprar outra fazenda, em outro local

De repente surge uma oportunidade de comprar uma fazenda em outra cidade ou Estado. O proprietário pode vender a propriedade de que é dono para levantar o capital necessário para a compra ou negociar uma troca envolvendo produtos.

Muitas vezes, o “vender barato” pode ser um grande negócio quando se está usando o recurso para alguma grande oportunidade. O auxílio de uma empresa/corretor especializado pode ser muito proveitoso nessas situações, pois há cuidados tributários a serem tomados nesta troca de ativos.

7. Família não quer dar continuidade ao negócio

Sabemos que a agropecuária é cíclica e os gastos das famílias são crescentes, seja pelo aumento do padrão de vida, seja pelo aumento do número de integrantes na família. É muito comum que familiares decidam se desfazer de um imóvel da família para destinar os recursos a projetos pessoais, especialmente quando não há um planejamento sucessório e capacitação dos herdeiros para gerirem o patrimônio.

8. O imóvel rural está valorizado e o produtor vê uma oportunidade de ganhar dinheiro para investir em outros projetos

O mercado imobiliário rural atual está muito aquecido. Ou seja, há muitos investidores e produtores interessados em comprar terras, mas poucos imóveis disponíveis à venda. Sendo assim, quem tem uma propriedade produtiva e bem localizada, mas está com dificuldades de mantê-la, pode ter bons resultados colocando-a à venda, obtendo assim um bom valor. Saber aproveitar momentos de maior procura e liquidez no mercado rural é muito importante.

9. Fundador está cansado e quer se aposentar

Chega uma hora em que todos desejam parar de trabalhar e apenas usufruir dos frutos de uma vida toda de dedicação. Se o proprietário do imóvel rural não possui herdeiros ou estes não demonstram interesse/capacidade em dar continuidade ao negócio, mas ele deseja se aposentar, a venda ou arrendamento da propriedade pode ser uma opção.

Decidiu vender sua propriedade e precisa de ajuda? Conheça nossos serviços gratuitos e venda a sua propriedade rural conosco de forma inteligentediscreta e segura.

Leia mais:

https://acres.imb.br/v2/blog/saiba-o-que-fazer-para-vender-seu-imovel-rural/

Sobre a Acres

A ACRES Imobiliária Rural é a mais nova empresa do grupo Safras & Cifras e foi criada para prestar um serviço de excelência em intermediações imobiliárias. A empresa tem como foco negócios envolvendo imóveis rurais, oferecendo serviços especializados de assessoria fundiária, fiscal, tributária e ambiental. Conta ainda com um time de especialistas, capaz de atender suas necessidades de compra e venda.

Redes Sociais

Siga a Acres nas Redes Sociais e acompanhe as nossas novidades no Facebook e Instagram. Fique pode dentro de todas as novidades e oportunidades exclusivas, que só a Acres pode oferecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *